Madre Carmen Salles

     

       Um Caminho de Santidade
      
Processo de Beatificação
      
Escritos / Impedimentos
      
Abertura do Processo de Canonização
       Etapas do Processo
      
Fase Diocesana
       Fase Pontifícia
      
Reabertura do Processo
      
Carmen Sallés - Venerável
      
Milagre em Favor de Ir. Amélia Román
     
      

 

 

 

UM CAMINHO DE SANTIDADE

Carmen Sallés fez sua trajetória na terra numa entrega total ao serviço de Deus e dos irmãos. Foi uma mulher forte, firme, corajosa, que aderiu, incondicionalmente, à vontade de Deus. Embora fisicamente debilitada, soube acolher com amor e alegria, a doença que pouco a pouco foi se apoderando dela, mas não a impediu de manter o espírito lutador e fiel à vontade de Deus. Procurava, em tudo, amar e servir. Muitas são as pessoas que testemunham a santidade de sua vida.

Após a morte, sua fama de santidade se acentuou devido à infinitude de graças derramadas sobre os que a buscaram com fé. E até hoje inúmeras pessoas a invocam em momentos difíceis e dolorosos.

A vida desta serva de Deus foi objeto de muitos estudos. Teólogos/as, historiadores/as pesquisaram sobre a sua vivência das virtudes teologais e cardeais bem como dos votos: castidade, pobreza e obediência. Eis o testemunho de um teólogo que participou do processo de beatificação: “sua vida espiritual centrada em Cristo está alimentada por uma vida de oração que penetra e fecunda toda a sua existência e atividades”.

Carmen Sallés é exemplo de fé viva e valorosa que pode abrir caminhos de santidade e de fecundo apostolado. Seu fervente amor a Maria Imaculada está na base de um profundo apostolado que eleva a pessoa.

Em dezembro de l996, o Papa João Paulo II aprovou o decreto sobre as Virtudes heróicas de Madre Carmen e no dia l5 de março de l998 a proclamou publicamente bem aventurada, elevando-a aos altares junto ao grande número de santos/as que marcaram o mundo pela sua santidade. E deu-lhe, no calendário litúrgico, o dia 06 de dezembro.

A santidade de Carmen Sallés se expande pelo mundo, através de suas irmãs e colaboradores.

voltar

 

 

PROCESSO DE BEATIFICAÇÃO

Carmen de Jesus Sallés (Fundadora)

“Faça-se em mim a tua vontade”

Nascimento: Vich 09/04/1848 Morte: 25/07/1911

Entrada nas Adoratrizes: 1869

Entrada nas Dominicanas da Anunciata: 1871

Novas buscas da vontade de Deus: 1887

Fundação da Congregação: 07/12/1892

Fundação no Brasil: 1912

* A generosa entrega a Cristo e a heroicidade de suas virtudes foram reconhecidas desde o início pelas religiosas e pessoas que conviveram com Me. Carmen.

* Logo após sua morte as religiosas começaram a recolher relatos e testemunhos de pessoas que conviveram com Me. Carmen.

* As Superioras Gerais que sucederam Me. Carmen quiseram impulsionar o que era o desejo das religiosas e de outras pessoas: que a Igreja pudesse confirmar definitivamente a santidade de Carmen Sallés.

voltar

ESCRITOS

- 1917: Livro: A vida de Carmen Sallés por Pe. Rogelio Gutierrez.

- 1943: Escrito de uma nova vida por Pe. Cristóbal Fernández.

 

voltar

IMPEDIMENTOS

- Guerra civil espanhola (1936-1939):

- Perda de escritos e documentos de grande importância para o processo.
- Dispersão das religiosas devido à guerra.

 

 

voltar

ABERTURA DO PROCESSO DE CANONIZAÇÃO

Todo processo de canonização é como um julgamento, no qual se deve provar que a pessoa, a quem se deseja canonizar, viveu as virtudes teologais, cardeais e as virtudes próprias de seu estado, em grau heróico.

voltar

 

 

ETAPAS DO PROCESSO

1. Serva de Deus;

2. Venerável

3. Beata (Bem-aventurada);

4. Santa

voltar

 

FASE DIOCESANA

Foi introduzida em 11/04/1946 por Me. Piedad Espinal, em Madri, onde Carmen passou os últimos anos de sua vida.

Consta de duas partes:

a) Testemunhos das pessoas que conheceram Me. Carmen.

b) Documentos: escritos existentes (cartas, informações dos arquivos, artigos e publicações, escritos próprios de Me. Carmen e tudo referente ao milagre de Me. Amélia Román Villar).

Término do processo: 15/06/1950

voltar

 

 

FASE PONTIFÍCIA

Introdução do processo na Sagrada Congregação para o Culto dos Santos, para estudo do processo e emissão do juízo sobre a santidade.

Este processo foi introduzido e interrompido logo, por insuficiência de dados.
“Se o grão de trigo não cai na terra e morre ...” (Jo. 12, 24)

A obra de Carmen Sallés, no entanto, cresce e se difunde pelo mundo. As crianças e os jovens dos colégios Concepcionistas dos quatro continentes, aprendem a amar a Cristo e a Maria Imaculada e recebem uma educação integral segundo a pedagogia preventiva de Me. Carmen.


1982 - CAPÍTULO GERAL: Aprofundar o Carisma e Identidade Concepcionista

Publicação do livro: CARMEN SALLÉS, mulher de ontem e hoje.

voltar

REABERTURA DO PROCESSO

Seqüência dos passos do processo:

1. Obtenção de cópia do processo existente na Sagrada Congregação.

2. Solicitação da validez do processo iniciado em Madri 1946 –1950.

3. Elaboração da “POSITIO” que consta de:

a) “Sumarium” - Testemunhos e documentos

b) “Informatio” - Biografia de Me. Carmen, demonstração da heroicidade de suas virtudes, estudo sobre a saída de Carmen das Dominicanas.

4. Entrega da “POSITIO” à Sagrada Congregação para o Culto dos Santos, para ser estudada por uma comissão de teólogos e por uma comissão de bispos e cardeais.

5. Proclamação das virtudes heróicas de Carmen Sallés pelo Papa João Paulo II, no dia 17/12/1996.

Fé, Esperança e caridade

Pobreza, castidade e obediência

Prudência, Justiça, fortaleza, temperança

voltar

CARMEN SALLÉS - VENERÁVEL


Passos seguintes:

1. Apresentação do milagre realizado em favor de Ir. Amélia Román em 1934, para análise das comissões (foi aprovado).

2. Aprovação do Papa e definição da Proclamação de Carmen Sallés como Bem-aventurada.

Passos posteriores para continuidade do processo de Canonização:

1. Realização de um milagre atribuído à intercessão de Carmen Sallés

voltar